Mosteiro da Batalha

Mosteiro da Batalha

O mosteiro da batalha é considerado uma das maiores obras primas de estilo gótico da Europa, monumento de Património Mundial. Foi construído em 1388 pelo Rei D. João I que cumpriu uma promessa a virgem Maria por ter-lhes dado a vitoria na grande batalha de Aljubarrota. Na fachada sul encontra-se uma estátua do comandante do Rei D. João I, Nuno Alvares Pereira que liderou as tropas do Rei na batalha de Aljubarrota. Em todo o edifício depara-se com os vitrais de estilo gótico do século XVI, são de uma beleza rara. Na capela  estão sepultados os corpos do Rei D. João I, a Rainha D. Filipa de Lencastre e os seus filhos, entre eles o Infante D. Henrique. E em memoria aos soldados que combateram a primeira grande guerra também  estão sepultados dois soldados desconhecidos.

Mosteiro da Batalha 2 400x300 Mosteiro da Batalha

Uma obra deveras magnifica é a abóbada de estilo gótico com 20 metros de altura sem qualquer suporte no seu meio. Do mesmo estilo temos uma porta com quase 15 metros de altura que dá acesso a uma praça octogonal com sete capelas divididas entre si por pilares inacabados mas profundamente esculpidos que cria assim uma extravagância oriental.

A sul do Mosteiro da Batalha temos uma pequena cidade de Porto de Mós, com um castelo com torres em forma de cone do século XIII que outrora já foi um palácio fortificado. Mas ficou seriamente danificado após o terramoto de 1755.

Na Serra Mira de Aire existem muitas cavernas subterrâneas bem iluminadas mas com bizarras formações rochosas com nomes originais “porta do inferno”; “jelly fish”; “room jewel” e “órgão da igreja”. Opte pela visita guiada de 45 minutos que termina num magnifico lago subterrâneo.

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

css.php